"Firma de Poesia": O Projeto Poético de Haroldo de Campos

Autores

  • Diana Juinkes Martha TONETO

DOI:

https://doi.org/10.25094/rtp.2008n5a161

Resumo

A discussão que aqui se propõe volta-se para o estudo da obra de Haroldo de Campos a partir da perspectiva sincrônica de abordagem da história literária que norteou suas atividades. Nesse sentido, poder-se-ia delinear um projeto haroldiano de poesia, cuja visão de modernidade orienta tanto a ruptura de vanguarda quanto a reinvenção do cânone, invariantes de um trabalho ao qual o poeta incorpora distintas dicções, desde o concretismo dos anos iniciais até os diálogos com textos bíblicos e com a ciência, percebido nos últimos poemas. Essas instâncias, todavia, parecem não significar apenas uma sucessão de fases, mas sim o aprofundamento de um modo de conceber a poesia que tem início na década de 1950 e marca-se pela busca da materialidade poética e pela invenção, ao mesmo tempo que revelam a dívida do poeta para com a tradição literária, sobretudo a brasileira.

Downloads

Como Citar

TONETO, D. J. M. (2014). "Firma de Poesia": O Projeto Poético de Haroldo de Campos. Revista Texto Poético, 4(5). https://doi.org/10.25094/rtp.2008n5a161

Edição

Seção

Artigos