Esse canto imantado: Ascese e excesso na lírica de Hilda Hilst

Autores

  • Cleide Maria de Oliveira CEFET-MG

DOI:

https://doi.org/10.25094/rtp.2020n30a669

Palavras-chave:

Hilda Hilst, lírica, ascese, excesso, representações de Deus.

Resumo

O artigo busca identificar na lírica de Hilda Hilst posterior à década de 70 um movimento de verticalização do objeto do canto amoroso, que ora está no campo da imanência, ora é divinizado por meio de interpolações de caráter negativo como Cara Escura, Aquele Outro, Nada, Sem Nome, Obscuro, Grande Face etc. Defende que haja um cantar de amor como método de transcendência, tanto do sujeito lírico, que sofre a coita amorosa, como do amado que provoca esse sofrer. Esse canto se organiza a partir de dois movimentos pendulares que sustentam a lírica hilstiana: a ascese, enquanto movimento de desprendimento de si, e o excesso, como investimento absoluto na paixão amorosa e método privilegiado de conhecimento de Deus.

Biografia do Autor

Cleide Maria de Oliveira, CEFET-MG

Doutora em Estudos de Literatura pela PUC-RIO, Professora de Literatura e Cultura Brasileira no CEFET-MG.

Referências

ABBAGNANO, Nicola. Dicionário de Filosofia. 4ed. São Paulo: Martins fontes, 2000.

COELHO, Nelly Novaes. Da poesia.Cadernos de Literatura Brasileria. Hilda Hilst. Rio de Janeiro: Instituto Moreira Salles, 1999.

BATAILLE, George. A experiência interior. São Paulo: Editora Ática, 1992.

DUARTE, Edson Costa. A poesia de HIlda HIlst. Linguagens - Revista de Letras, Artes e Comunicação Blumenau, v. 3, n. 2, p. 185-202, mai./ago. 2009.

HERINGER, Victor. Posfácio. In: HILST, Hilda. Da poesia. São Paulo: Companhia das Letras, 2017.

HILST, Hilda. Entrevista. Cadernos de Literatura Brasileria. Hilda Hilst. Rio de Janeiro: Instituto Moreira Salles, 1999.

___________. Da poesia. São Paulo: Companhia das Letras, 2017.

MORAES, Eliane Robert. “Da medida estilhaçada”. Cadernos de Literatura Brasileria. Hilda Hilst. Rio de Janeiro: Instituto Moreira Salles, 1999.

OTTO, Rudolf. Lo santo, lo racional y lo irracional en la idea de Dios. Madrid: Allianza Editorial, 1980.

PÉCORA, Alcir. Hilda Hilst: call for papers. Disponível em: http://www.germinaliteratura.com.br/enc_pecora_ago5.htm, acessado em 29 de março de 2009.

RIBEIRO, Leo Gilson. Os versos de Hilda Hilst integrando a nossa realidade. Jornal da Tarde, São Paulo, 14.02.1981, p. 3-4

SOUZA, Francisco Sales de. A mulher na poesia de Dante, Petrarca e Boccacci. Revista de Letras, vol. 18, vol. 02, jul-dez, 1996.

Downloads

Publicado

2020-05-31

Como Citar

Oliveira, C. M. de. (2020). Esse canto imantado: Ascese e excesso na lírica de Hilda Hilst. Revista Texto Poético, 16(30), 75–100. https://doi.org/10.25094/rtp.2020n30a669