João Cabral como um Gonsalves de Melo

Autores

  • Éverton Barbosa Correia Universidade do Estado do Rio de Janeiro/UERJ

DOI:

https://doi.org/10.25094/rtp.2018n25a485

Palavras-chave:

João Cabral de Melo Neto, Edição, Genealogia, Memória.

Resumo

Em 1978, João Cabral de Melo Neto escreveu um poema para a debutante Ana Cecília Freyre Pimentel, neta de Gilberto Freyre e prima do poeta. Feito para a celebração familiar, a composição debulha o cordão parental que liga o autor à aniversariante pelo ramo Gonsalves de Melo. Afora aquela circunstância, o poema cabralino só veio a ser reeditado no volume da Nova Aguilar de Poesia completa e prosa de 2008, cuja apreciação será pautada pelas particularidades da sua publicação, em encarte e em livro.

Biografia do Autor

Éverton Barbosa Correia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro/UERJ

Professor Adjunto de Literatura Brasileira do Instituto de Letras

Referências

ANDRADE, Carlos Drummond de. Poesia Completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2003.

BANDEIRA, Manuel. Poesia completa e prosa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2009.

CORREIA, Éverton Barbosa. Gilberto Freyre por Bandeira, Drummond e Cabral. Ciências & Letras (FAPA. Impresso), v. 50, p. 161-176, 2011.

MELO NETO, João Cabral de. Poesia completa e prosa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1996.

_____. Poesia completa e prosa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2008.

_____. “Entrevista” in: Cadernos de Literatura Brasileira – João Cabral de Melo Neto. São Paulo: Instituto Moreira Sales, 1996. pp.18-31.

Downloads

Publicado

2018-07-30

Como Citar

Correia, Éverton B. (2018). João Cabral como um Gonsalves de Melo. Revista Texto Poético, 14(25), 319–333. https://doi.org/10.25094/rtp.2018n25a485