Ferreira Gullar e seu último combate

Autores

  • Eleonora Ziller Camenietzki Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.25094/rtp.2017n23a466

Palavras-chave:

Ferreira Gullar. Poesia e política. Autobiografia poética. Augusto de Campos.

Resumo

Este trabalho pretende atualizar um estudo anterior que realizei sobre a trajetória de Ferreira Gullar (CAMENIETZKI, 2006), tendo como objeto de análise as suas últimas publicações (Em alguma parte alguma e a Autobiografia poética e outros textos) e o debate público que travou com Augusto de Campos em 2016, alguns meses antes de seu falecimento. Testemunho raro em nossa tradição literária, num incessante esforço por traduzir-se, o poeta nos oferece uma trajetória de intensas buscas e mudanças radicais. Desde Cultura posta em questão, de 1965, até o lançamento de autobiografia poética, em 2015, são 50 anos de intensa reflexão sobre o seu próprio trabalho de criação. À luz dessa vocação, faremos um balanço crítico desse esforço de invenção e explicitação que Ferreira Gullar faz de sua poesia.

---

DOI: http://dx.doi.org/10.25094/rtp.2017n23a466

Biografia do Autor

Eleonora Ziller Camenietzki, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro

Referências

AMORIM, Paulo Henrique. Campos a Gullar: “Não se venda”!. Conversa afiada, 02 jul. 2016. Disponível em: <https://www.conversaafiada.com.br/brasil/ campos-a-gullar-nao-se-venda>. Acesso em: 10 nov. 2016.

CAMPOS, Augusto de. Sobre a gula. Folha de S. Paulo, 30 jul. 2011. Seção Ilustrada. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq3007201115.htm>. Acesso em: 10 nov. 2016.

______. Um memorioso formigueiro mental. Folha de S. Paulo, 15 jun. 2016. Seção Ilustrada. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/ ilustrada/2016/06/1781738-um-memorioso-formigueiro-mental.shtml>. Acesso em: 10 nov. 2016.

______. Um neocordeiro superconcreto e um expremio. Folha de S. Paulo, 02 jul. 2016. Seção Ilustrada. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/ ilustrada/2016/07/1787739-um-necordeiro-superconcreto-e-um-expremio. shtml>. Acesso em: 10 nov. 2016.

______. Poeta Augusto de Campos contesta coluna de Ferreira Gullar. Folha de

S. Paulo, 11 jul. 2016. Painel do leitor. Disponível em: http://www1.folha.uol. com.br/paineldoleitor/2016/07/1790417-poeta-augusto-de-campos-contesta- coluna-de-ferreira-gullar.shtml. Acesso em: 10 nov. 2016.

CAMENIETZKI, E. Z. Poesia e política: a trajetória de Ferreira Gullar. Rio de Janeiro: Revan, 2006.

GULLAR, Ferreira. Em alguma parte alguma. Rio de Janeiro: José Olympio, 2010.

______. Redescoberta de Oswald de Andrade. Folha de S. Paulo, 17 jul. 2011. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq1707201122. htm>. Acesso em: 10 nov. 2016.

______. Mentira tem pernas curtas. Folha de S. Paulo, 07 ago. 2011. Disponível em: <http://acervo.folha.uol.com.br/fsp/2011/08/07/21//5718304>. Acesso em: 10 nov. 2016.

______. Autobiografia poética e outros textos. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2015.

______. Encontro com Oswald. Folha de S. Paulo, 12 jun. 2016. Disponível em:

<http://www1.folha.uol.com.br/colunas/ferreiragullar/2016/06/1780387- encontro-com-oswald.shtml>. Acesso em: 10 nov. 2016.

______. Não quero ter razão. Folha de S. Paulo, 26 jun. 2016. Disponível em:

<http://www1.folha.uol.com.br/colunas/ferreiragullar/2016/06/1785376- nao-quero-ter-razao.shtml>. Acesso em: 10 nov. 2016.

______. O banal maravilhoso. Folha de S. Paulo, 10 jul. 2016. Disponível em:

<http://www1.folha.uol.com.br/colunas/ferreiragullar/2016/07/1790175-o- banal-maravilhoso.shtml>. Acesso em: 10 nov. 2016.

NOVAES, Luiz Antonio. Luta corporal. Blog do Mineiro, 18 jun. 2016. Disponível em: <http://blogs.oglobo.globo.com/blog-do-mineiro/post/cabare-brasil. html>. Acesso em: 10 nov. 2016.

Downloads

Publicado

2017-08-25

Como Citar

Camenietzki, E. Z. (2017). Ferreira Gullar e seu último combate. Revista Texto Poético, 13(23), 430–447. https://doi.org/10.25094/rtp.2017n23a466