A aura em Eduardo Kac: raízes em Benjamin

Daniel de Oliveira Gomes

Resumo


Investigo o poeta experimental Eduardo Kac, o qual tento definir como um híbrido poeta-petúnia, a partir de sua obra Edunia, derivada de Historia Natural do Enigma, obra começada em 2003 e inaugurada em 2009. Aludo, essencialmente, ao clássico texto de Walter Benjamin, A obra de arte na era de sua reprodutibilidade tecnica, bem como a poetas canônicos que tematizam a imagem da flor moderna, Baudelaire (As Flores do Mal), Drummond (A Rosa do Povo).


Palavras-chave


Eduardo Kac; enigma; Benjamin; aura; Baudelaire.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, Carlos Drummond de. A rosa do povo. 42. ed. Rio de Janeiro: Record, 2009.

ANTELO, Raul. As flores do mal: sintoma e saber anti-modernos. Alea, Rio de Janeiro, v. 9, n.1, jan./jun. 2007.

ARISTOTELES. Poetica. São Paulo: Abril Cultural, 1973.

BARTHES, Roland. Existe uma escritura poética. In: ______. O grau zero da escritura. São Paulo: Cultrix, 1971.

BAUDELAIRE, Charles. As flores do mal. Tradução Ivan Junqueira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2012.

______. Meu coracao desnudado. Tradução Tomas Tadeu. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

_______. Les fleurs du mal : suivies de Petits poèmes en prose. Paris: Bordas, 1949.

_______. Sobre a modernidade. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

BAUDRILLARD, Jean. Simulacro e simulacao. Tradução Maria João da Costa Pereira. Lisboa: Relógio D’água, 1981

______. La transparencia del mal: ensayo sobre los fenômenos extremos. Barcelona: Anagrama, 1991.

BENJAMIN, Walter. La obra de arte en la epoca de su reproductibilidad tecnica. In: ______. Discursos interrumpidos I. Madrid: Taurus, 1973. p. 17-59.

______. Charles Baudelaire, um lirico no auge do capitalismo: obras escolhidas III. Tradução José Martins Barbosa e Hermerson Alves Batista. São Paulo: Brasiliense, 1989.

BLANCHOT, Maurice. O espaco literario. Rio de Janeiro: Rocco, 1989.

CUADRA, Álvaro. A obra de arte na era de sua hiper reprodutibilidade digital. Revista Cientifica de Comunicacao Social do Centro Universitario de Belo Horizonte (UniBH) e-Com, Belo Horizonte, v. 9, n. 2, 2016. Disponível em: . Acesso em: 04 jul. 2019.

FOUCAULT, Michel. A grande estrangeira: sobre literatura. Tradução Fernando Scheibe, Belo Horizonte: Autêntica, 2016.

_______. Em defesa da sociedade. Curso no College de France (1975-1976). São Paulo: Martins Fontes, 2005.

KAC, Eduardo. El arte transgénico. Leonardo Electronica Almanac, v. 6, n. 11, p.1-9, 1998. Disponível em: . Acesso em: 07 jul. 2019.

________. Poesia Holografica, as tres dimensoes do signo verbal. 1984. (Originalmente publicado no catálogo do VII Salão Nacional de Artes Plásticas, organizado pela Funarte no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro). Disponível em: . Acesso em: 02 jul. 2019.

––––––––. Origen y desenvolvimiento del arte robótico. Caderno de Pos-Graduacao, Instituto de Artes/Unicamp, Universidad Estadual de Campinas, v. 2, p. 18-28, 1998.

LAFONTAINE, Céline. L’art à l’ère des technologies faustiennes. Revue Argument : Politique, Societe, Histoire, v. 1, n. 6, 2003-2004. Disponível em: . Acesso em: 07 jul. 2019.

LINK, Daniel. A poesia na era de sua reprodutibilidade digital. In: PEDROSA, Celia; ALVES, Ida. (Org.) Poesia contemporanea: voz, imagem, materialidades. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2016. p.13-49.

PICOS, Teresa Vilariño. Redefiniendo la poesia experimental: la holopoesia de Eduardo Kac. In: LÓPEZ, Dolores Fernandez e RODRÍGUEZ-GALLEGO, Fernando (Org.). Campus Stellae: Haciendo camino en la investigación literaria. Santiago de Compostela: Servizo de Publicacións e Intercambio Científico da USC, 2006. Disponível em: . Acesso em: 07 jul. 2019.

SANTAELLA, Lucia. O pluralismo pós-utópico da arte. ARS, São Paulo, v. 7, n.14, p. 130-151, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.25094/rtp.2020n29a652

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia

Indexado nas seguintes bases bibliográficas:

Periódicos Capes  Latindex  Diadorim  Abec  Google Acadêmico  Sumários.Org  LivRe  DOAJ   Clase