A AUSÊNCIA DO SOM E A PERFORMANCE DO CORPO: CRIAÇÃO DE RITMO NOS POEMAS EM LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS

Nayara Piovesan RIBEIRO, Vinicius Carvalho PEREIRA, Fábio Vieira de SOUZA JR.

Resumo


Este artigo analisa o poema “Cinco sentidos”, tradução para a Língua Brasileira de Sinais feita pelo artista surdo Nelson Pimenta, a partir do poema “Five Senses”, originalmente produzido pelo também surdo Paul Scott, na British Sign Language. Nosso objetivo é identificar como se constituem elementos da camada fônica, tais quais o ritmo e a rima, em poemas surdos. Para tanto, revisitamos alguns conceitos de poesia, poema, ritmo e rima, originalmente pensados para línguas orais, a fim de verificar como esses se aplicam a produções poéticas em uma língua visuo-gestual. Como metodologia para a análise do poema, procedemos à leitura detalhada do poema gravado em vídeo, à transcrição do poema por meio de glosas e à análise dos elementos semióticos que constituem ritmo e rima no poema, com base no vídeo e nas glosas por nós elaboradas.

Palavras-chave:Poesia Surda. Ritmo. Rima. Poemas em Língua Brasileira de Sinais.


Texto completo:

PDF

Referências


BARTHES, R. Aula. São Paulo: Cultrix, 1977.

BRIK, O. Ritmo e sintaxe. In: EIKHENBAUM et alii. Teoria da literatura: formalistas russos. Porto Alegre: Globo, 1979.

BRITO, L. F. Por uma gramática de língua de sinais. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2010.

BYLAARDT, C. O. A estética contemporânea: nova poética, novo olhar. Estudos de literatura brasileira contemporânea. Brasília, n. 39, p. 215-233, jan./jun. 2012.

DICIONÁRIO DA LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS. 2008. Disponível em: . Acesso em: 02 dez 2015.

FELIPE, T. A. 2001. LIBRAS em contexto: curso básico. Livro do estudante. Brasília, Ministério da Educação/Secretaria de Educação Especial.

GOLDSTEIN, N. Versos, Sons, Ritmos. 13. ed. São Paulo: Ática, 2005. (Série Princípios)

INSTITUTO NACIONAL DE EDUCAÇÃO DE SURDOS. n. d. Disponível em: . Acesso em: 02 dez. 2015.

KLAMT, M. M. O ritmo na poesia em Língua de Sinais. Florianópolis, 2014. Dissertação de mestrado – Programa de Pós-Graduação em Linguística. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2014.

MARTINS, N. S. Introdução à Estilística: A expressividade na Língua Portuguesa. 4. ed. rev. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2008.

PAZ, O. Poesia e poema. In: O arco e a lira. 2. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1982.

SCOTT, P. Cinco sentidos. Trad. de Nelson Pimenta. 2009. Disponível em: . Acesso em: 02 dez 2015.

PORTO, S. B. Análise de poesias em língua de sinais. In: Estudos Surdos: diferentes olhares. Porto Alegre: Mediação, 2011.

QUADROS, R.; KARNOPP, L. B. Língua de Sinais brasileira: estudos linguísticos. Porto Alegre: Artmed, 2004.

QUADROS, R. M. de; SUTTON-SPENCE, R. Poesia em língua de sinais: traços da identidade surda. In: QUADROS, R. M. de. Estudos Surdos I. Petrópolis, RJ: Editora Arara Azul, 2006.

ROSA, F. S. Literatura, Letramento e Práticas educacionais – Grupo de Estudos Surdos Educação. Campinas, SP: Educação temática digital, 2006.

ROSA, O. M.; CAMARGO, G. O. de. A performance da voz e a subjetividade na poesia contemporânea. Outra Travessia, Santa Catarina, n. 15, p. 205-225, 2013.

SUTTON-SPENCE, R.; LADD, P.; RUDD, G. Analysing Sign Language Poetry. 1. ed. New York: Palgrave Macmillan, 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.25094/rtp.2016n21a364

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia

Indexado nas seguintes bases bibliográficas:

Periódicos Capes  Latindex  Diadorim  Abec  Google Acadêmico  Sumários.Org  LivRe  DOAJ   Clase