A forma óbvia: poesia e pintura em Lucinda Persona

Célia Maria Domingues da Rocha REIS, Renato Cardoso de MORAES

Resumo


Lucinda Nogueira Persona, escritora paranaense radicada em Mato Grosso, premiada pela União Brasileira de Escritores, apresenta em sua obra muitos recursos plástico-pictóricos, tanto em verso como em prosa. No presente estudo, investigamos algumas relações entre os diferentes sistemas de representação, poesia e pintura, encontrados no poema “Ovos à vista”, da obra Tempo comum (2009), procurando identificar soluções estético-discursivas que resultaram na plasticidade do literário, no modo como as palavras tomaram corpo, apropriaram-se dos elementos visuais, pontos, traços, sombras, contrastes, luz, cor, criando poesia.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.25094/rtp.2012n13a121

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia

Indexado nas seguintes bases bibliográficas:

Periódicos Capes  Latindex  Diadorim  Abec  Google Acadêmico  Sumários.Org  LivRe  DOAJ   Clase